Notícias

O corso infantil é o primeiro grande desfile dos festejos do Carnaval de Estarreja 2017       

O corso infantil é o primeiro grande desfile dos festejos do Carnaval de Estarreja. Os mais pequenos foliões tomam conta da cidade para brincar ao entrudo, assegurando o futuro do carnaval estarrejense! Associações, instituições, escolas, educadoras e professores e pessoal não docente, pais e encarregados de educação fazem deste um espetáculo cheio de criatividade, magia e folia! Este domingo, dia 19 de fevereiro, às 14h30, com entrada livre.

Organizado pela Câmara Municipal, com o apoio da Associação do Carnaval de Estarreja, a edição deste ano do Carnaval Infantil contará com a participação de 14 grupos, 1370 participantes e 14 carros alegóricos, e com a graça dos Reis de Palmo e Meio, D. Matilde, a Patinadora, e D. Pedro, o Simpático, que irão encerrar o desfile.

O corso irá reunir 1370 figurantes, entre crianças e adultos acompanhantes. Inclui os pequenos mascarados que frequentam a creche e a educação pré-escolar e os alunos dos 1º e 2º ciclos do ensino básico. Em Estarreja, as crianças começam a desfilar mesmo que ainda não tenham idade para andar, incutindo-se desde muito cedo o espírito folião, e dando assim continuidade à tradição carnavalesca tão enraizada no concelho.

As máscaras e as fantasias são concebidas pelos grupos, desde instituições particulares de solidariedade social, associações de pais e escolas, que levam para a rua um tema da sua escolha, envolvendo as crianças na concretização de algumas tarefas.

O Carnaval Infantil regista uma adesão muito positiva de escolas, associações de pais e instituições. Sem a importante colaboração das instituições e da comunidade escolar, seria impossível alcançar uma organização de sucesso.

Autarquia apoia grupos participantes

Este ano, o apoio global da Câmara Municipal de Estarreja aos grupos ronda os 19 mil euros. A autarquia definiu um subsídio financeiro de 13 euros por figurante e concede ainda um apoio de 100 euros por carro alegórico.

O corso infantil forma na Rua Dr. Casimiro Tavares passa na Rua Bombeiros Voluntários (em frente à Galp), segue a Praça Francisco Barbosa, em frente ao Edifício dos Paços do Concelho, vira para a Rua Souto Alves e regressa à Praça Francisco Barbosa, pela entrada da Casa da Cultura.

As entradas para o espectáculo são livres. Os lugares para a bancada situada em frente aos Paços do Concelho custam dois euros e encontram-se à venda na Casa da Cultura, com horário alargado, das 9h00 às 20h00 durante a semana e das 9h00 às 13h00 aos sábados.

GRUPOS E TEMAS (POR ORDEM DE DESFILE)

1. Centro Paroquial de S. Miguel de Fermelã

Tema: Afinal, ele existe

Quando o sol e a chuva dançam e se abraçam algo mágico acontece! No fim de cada arco-íris, há um tesouro. E, pode estar dentro de ti! Queres encontrá-lo?

2. Associação Humanitária de Salreu

Tema: Monstrinhos Felizes

Por detrás da rebeldia que toda a criança tem, existe sempre um sorriso de felicidade, um gesto emotivo a ser partilhado com todos e para todos.

3. Centro Social e Paroquial de Santa Marinha de Avanca

Tema: “Os Piratas de Avanca”

As histórias de piratas sempre atraíram as crianças e este ano o grupo decidiu transportar as crianças para um ambiente de magia e fantasia.

4. Fundação Cónego Filipe de Figueiredo

Tema: Super-Heróis

Quando nasce um bebé, as vidas alteram-se para sempre. Pais e filhos ganham superpoderes e passam a usá-los para combater os obstáculos da vida.

5. Centro Paroquial de Assistência de Pardilhó

Tema: Bombeiros Voluntários de Pardilhó

Ao falarmos de sustentabilidade social e voluntariado nunca poderíamos esquecer os corajosos bombeiros e as crianças nutrem uma enorme simpatia por esta profissão.

6. Centro Social e Paroquial S. Tomé de Canelas

Tema: O Capuchinho Vermelho

Através das histórias, a criança brinca com as palavras, sonha, imagina, expressa sentimento. As histórias ajudam ainda a respeitar as diferenças.

7. Fundação Benjamim Dias Costa

Tema: Commedia Dell’Arte

Um  estilo teatral nascido em Itália no Séc. XVI, com uma trama cheia de sátira social que fala do pobre Piêrro e da sua apaixonada Colombina.

8. Santa Casa da Misericórdia de Estarreja – Pré-escolar e Clube Juvenil

Tema: Que Beleza, a Natureza

Exploradores da natureza e Borboletas vêm promover a importância do papel de cada um de nós na preservação do ambiente e dos recursos naturais.

9. Jardim Escola João de Deus

Tema: O Jardim

Tal como o jardim é feito de lindas flores, também o nosso Jardim-Escola é formado por crianças que enchem de vida o nosso dia-a-dia.

10. Associação Unidos do Agro

Tema: Mimo

Todos estão na mira do Mimo e deverão ficar receosos que ele lhes aponte um tiro certeiro… de boa disposição.

11. Jardim de Infância do Agrupamento de Escolas de Pardilhó

Tema: Pescadores de sonhos

Sonhamos com um meio aquático limpo. A utilização de materiais recicláveis vem consciencializar para a preservação do ambiente.

12. Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica Visconde de Salreu

Tema: Soldadinho de Chumbo

A história de um boneco que tem apenas uma perna e que se apaixona por uma bailarina que também é uma boneca.

13. Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Pardilhó

Tema: Angry Birds

Baseado no filme Angry Birds, que conta a história de uma pequena e feliz ilha habitada por pássaros que não conseguem voar.

14. Associação de Pais e Encarregados de Educação das Escolas de Avanca

Tema: Os Piratas de Avanca

Os Piratas de Avanca trazem até ao corso infantil um tesouro de valor incalculável. E não são joias nem prata ou ouro.

 

Novo parque teve um investimento da Câmara da Murtosa de mais de 175.000 euros                  

Foi inaugurado no passado dia 11 de Fevereiro, no lugar do Outeiro da Maceda, conhecido popularmente por Gafanha Baixa, na freguesia da Murtosa, o novo parque de lazer, concebido a pensar, de um modo especial, nas crianças e jovens da zona.

Para além das pessoas da comunidade que se associaram ao evento, a abertura oficial do parque contou com a presença do Presidente da Câmara da Murtosa, Joaquim Baptista. 

Para alegria dos mais pequenos, o município preparou uma tarde de festa, com insufláveis e animação de rua, com os jovens performers murtoseiros Diogo Pinho e Marcelo Vieira.

O novo parque de lazer, que teve um investimento da Câmara Municipal da Murtosa de mais de 175.000 euros, contempla um campo de jogos polivalente, um parque infantil e zonas verdes, para além de passeios públicos e de baias de estacionamento ordenado.

A intervenção veio qualificar uma área de cerca de 3200 metros quadrados, colocando à disposição dos cidadãos um novo espaço de convívio e de prática desportiva

 

A investigação foi feita pelo Instituto Hospital do Mar e de Investigações Médicas de Barcelona

A investigação, feita pelo Instituto Hospital do Mar e de Investigações Médicas de Barcelona, Espanha, e publicada hoje na revista "Circulation", demonstra pela primeira vez o potencial terapêutico de um padrão alimentar da dieta mediterrânica tradicional sobre as funções cardio-protetoras do "colesterol bom".

A principal função do HDL é retirar o excesso de colesterol das artérias e transportá-lo para o fígado, para a sua excreção.

Até agora, os benefícios sobre a função do "colesterol bom" só tinham sido demonstradas em alguns ensaios clínicos com medicamentos ou com base no aumento do consumo de intervenções alimentares isoladas, mas nunca tinha sido estudado o que aconteceria caso se modificasse completamente a dieta. 

"Comparamos os tipos de dieta mediterrânica, uma rica em azeite e outra rica em frutos secos, e percebemos que a dieta mediterrânica tradicional, especialmente quando era rica em azeite, estava associada à melhoria das funções do HDL", explicou Montse Fitó, coordenadora do grupo de investigação do risco cardiovascular e nutrição do instituto.

Assim, segundo a coordenador do estudo, induzir uma melhoria da função de HDL poderá ser uma via para diminuir o risco de doenças cardiovasculares.

 

A investigação foi feita pelo Instituto Hospital do Mar e de Investigações Médicas de Barcelona

A investigação, feita pelo Instituto Hospital do Mar e de Investigações Médicas de Barcelona, Espanha, e publicada hoje na revista "Circulation", demonstra pela primeira vez o potencial terapêutico de um padrão alimentar da dieta mediterrânica tradicional sobre as funções cardio-protetoras do "colesterol bom".

A principal função do HDL é retirar o excesso de colesterol das artérias e transportá-lo para o fígado, para a sua excreção.

Até agora, os benefícios sobre a função do "colesterol bom" só tinham sido demonstradas em alguns ensaios clínicos com medicamentos ou com base no aumento do consumo de intervenções alimentares isoladas, mas nunca tinha sido estudado o que aconteceria caso se modificasse completamente a dieta. 

"Comparamos os tipos de dieta mediterrânica, uma rica em azeite e outra rica em frutos secos, e percebemos que a dieta mediterrânica tradicional, especialmente quando era rica em azeite, estava associada à melhoria das funções do HDL", explicou Montse Fitó, coordenadora do grupo de investigação do risco cardiovascular e nutrição do instituto.

Assim, segundo a coordenador do estudo, induzir uma melhoria da função de HDL poderá ser uma via para diminuir o risco de doenças cardiovasculares.