Notícias

Suas Majestades foram ontem apresentadas em sessão que decorreu no Cine-Teatro de Estarreja    

O par real da edição de 2017 do Carnaval de Estatarreja foi ontem oficialmente apresentado durante uma sessão que teve lugar no Cine-Teatro de Estarreja.

Na sua primeira aparição pública enquanto Rei do Carnaval,  Fernando Daniel, um jovem talentoso natural de Estarreja, que venceu a quarta temporada do programa "The Voice Portugal", edição de 2016, que terminou no dia 25 de Dezembro, fez uso dos seus dotes vocais e cantou para a sua corte.

Investido que foi de poderes reais durante a época carnavalesca, Fernando Daniel é simultaneamente um dos concorrentes ao Festival da Canção, cuja primeira eliminatória decorre já no próximo domingo, dia 19 de Fevereiro, e está na luta para representar Portugal na Eurovisão. 

Já a Rainha, também ela figura grada de muitos Carnavais estarrejenses, é Alice Soutinho Marques.

Ao longo de 25 anos de desfiles no Carnaval, integrada em particular na Escola de Samba Vai Quem Quer, a Rainha agora entronizada percorreu várias alas, desde a Comissão de Frente às Baianas, mas foi sobretudo como Porta-Bandeira que se evidenciou durante sucessivas  edições do nosso Carnaval.

Em 2017 terá a corte a seus pés em representação de todos os foliões que constituem peça fundamental do Carnaval de Estarreja. 

Para completar a foto da família real, estiveram presentes na sessão os Reis de Palmo e Meio, a Matilde e o Pedro, que vão desfilar no próximo domingo no Carnaval Infantil. 

 

O Município estarrejense é parceiro desta iniciativa que conta com a organização da AIDA    

Sistemas de Gestão Ambiental será o tema a tratar na sessão de trabalho agendada para a próxima quinta-feira, dia 16, pelas 14h00 na Biblioteca Municipal de Estarreja.

O Município estarrejense é parceiro desta iniciativa que conta com a organização da AIDA – Associação Industrial do Distrito de Aveiro, constituindo o painel de oradores os especialistas Simeon Ries e Marta Lampreia.

O objectivo da sessão é o de sensibilizar os participantes para a importância da aplicação de medidas de sustentabilidade na actividade empresarial, tanto ao nível da inovação de práticas e procedimentos, de utilização mais racional de recursos e de redução de desperdícios, como ao nível da imagem das empresas junto da opinião pública e de potenciais clientes.

O evento realiza-se no âmbito do QUALIFY, projecto ‘cofinanciado’ do COMPETE 2020, Portugal 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional., sendo de entrada gratuita com inscrição obrigatória que deverá ser efetuada até ao dia 14 de Fevereiro.

Clube Desportivo de Estarreja jogará em casa os próximos dois encontros                     

O jogo de futebol da jornada II da fase de manutenção do Campeonato de Portugal Prio, entre o Clube Desportivo de Estarreja e o Cesarense, realiza-se no próximo domingo, dia 19 de Fevereiro, às 11h00, no Estádio do C.D.E.

Também o jogo inicialmente agendado para o domingo seguinte, dia 26 de Fevereiro, entre o C.D.E. e a equipa de Moimenta da Beira, sofreu alteração de data pelo que o encontro será disputado no sábado, 25 de Fevereiro, a partir das 15h00, em Estarreja.

 

2 golos sofridos no primeiro tempo e 2 auto-golos na segunda metade ditaram a sorte do jogo    

(Vitor Valente-RVR) Não foi feliz o Clube Desportivo de Estarreja na sua deslocação a Anadia, na 1ª jornada  da fase de manutenção do Campeonato de Portugal PRIO. 

Dois golos sofridos de rajada ainda no primeiro tempo e dois auto-golos sofridos na segunda metade, deitaram por terra as esperanças num bom resultado.

Efectivamente o jogo teve duas partes distintas com um ponto em comum; a felicidade estava toda do lado do Anadia.

Foi pouca a velocidade com que se jogou a primeira metade, com as equipas a encaixarem uma na outra, tendo o Anadia marcado dois golos de rajada, aos 15 e 17 minutos, beneficiando de uma perda de bola e de um ressalto o que permitiu a  Paredes galgar metros e oferecer a Patrick o tento inaugural, para depois voltar a marcar o segundo golo, em tudo semelhante ao primeiro, com Derick a solicitar o remate ao seu companheiro.

Reagiu o CDE e Jonathan ainda reduziu após extraordinário ‘slalom’ de Miguel Silva 

Já Marmelo não conseguiu empatar a contenda perto do intervalo por muito pouco pois em boa posição rematou ligeiramente ao lado.

A segunda metade foi jogada a um ritmo bastante mais elevado, com o CDE perto do empate ao minuto 69, mas em jogada rápida de contra-ataque Cancela acabou por desviar um cruzamento de Davide para a própria baliza.

Ainda assim o Estarreja reduziria novamente o placard para a desvantagem mínima, por Gustavo, no seguimento de um pontapé de canto, lance em que a bola sobrou para Jonathan com este a rematar forte e o capitão a desviar para o fundo das redes de Muller quando ainda faltava um quarto de hora para o final.

O Anadia fechava cada vez mais os caminhos da sua baliza e a equipa do Desportivo de Estarreja procurava carregar. No entanto, o discernimento também começava a faltar aos homens de Sandro Botte.

Já no período de descontos e depois de uma perda de bola de Meireles, Paredes obrigou João Oliveira a defesa de recurso com a bola a subir e Brandão, na tentativa de desviar o esférico da sua baliza, acabaria por marcar na própria baliza.

Impecável esteve Marco Pereira, o árbitro da partida, não se tendo dado pela sua presença no terreno de jogo. O juiz de Aveiro não necessitou de qualquer cartolina durante todo o encontro o que abona ainda mais a sua prestação.